METODOLOGIA PARA IDENTIFICAÇÃO DOS CORREDORES ECOLÓGICOS. ESTUDO DE CASO: PLANEJAMENTO PARA OS CORREDORES DO URSO PARDO NOS CÁRPATOS ROMANOS

Autores

  • Alexandru-Ionut Petrişor Doctoral School of Urban Planning, Ion Mincu University of Architecture and Urbanism
  • Oana-Cătălina Popescu ¹National Institute for Research and Development in Constructions, Urbanism and Sustainable Spatial Development URBAN-INCERC and PhD candidate, Doctoral School of Urban Planning, Ion Mincu University of Architecture and Urbanism
  • Antonio Valentin Tache National Institute for Research and Development in Constructions, Urbanism and Sustainable Spatial Development URBAN-INCERC and PhD candidate, Doctoral School of Urban Planning, Ion Mincu University of Architecture and Urbanism

Palavras-chave:

Sítios Natura 2000, rede ecológica, SIG, modelagem de menor custo, adequação de habitats, modelo de conectividade

Resumo

Alcançar uma conectividade ecológica das áreas protegidas existentes pode contribuir tanto para evitar a fragmentação da paisagem e, consequentemente, preservar o meio ambiente, incluindo as espécies animais mais afetadas pelos impactos humanos, como o urso pardo. Desde que esses grandes carnívoros possam se deslocar por longas distâncias, é muito importante identificar seus corredores de migração usando metodologias específicas. Na última década, a fragmentação de habitats e ecossistemas tem aumentado visivelmente na região ecológica dos Cárpatos. Como resultado, várias tentativas foram feitas para desenvolver abordagens apropriadas para identificar os corredores ecológicos dos ursos pardos, a fim de incluí-los nos planos espaciais juntamente com as restrições baseadas em zoneamento apropriadas. Este artigo tem como objetivo propor um novo método, focado na identificação dos corredores ecológicos utilizados pelo urso pardo nos Cárpatos da Romênia. O estudo é muito importante porque implementa o conceito de conectividade na prática do ordenamento do território, aumentando a sua sustentabilidade. A abordagem baseia-se no desenvolvimento de um modelo baseado em parâmetros específicos e usando ArcGIS em conjunto com os aplicativos CorridorDesign e Linkage Mapper. A vantagem crucial do método é que ele aborda uma questão de planejamento espacial muito importante e é capaz de apoiar os processos de tomada de decisão em relação à preservação da biodiversidade e garantia da manutenção dos ecossistemas e seus serviços. Sua flexibilidade permite adaptá-lo às restrições particulares de diferentes sistemas de planejamento. Ao mesmo tempo, a abordagem transversal utilizada para estabelecer a localização geográfica exata dos corredores ecológicos está, na verdade, tornando a conectividade um conceito operacional que pode ser utilizado para a elaboração dos planos espaciais e, portanto, abordando conjuntamente as perspectivas dos planejadores espaciais e conservacionistas ambientais , e eventualmente reconciliando-os. Por último, mas não menos importante, a abordagem integrada aborda a interdependência e inter-relação dos sistemas naturais e humanos. Mais pesquisas são necessárias para aprimorar o método, traduzindo-o da escala nacional para a local, levando em consideração as condições e barreiras específicas do terreno existentes, a fim de obter uma proteção mais eficaz a longo prazo.

Downloads

Publicado

2022-09-11